lunes, 26 de diciembre de 2011

Manaus, última parada de Luiza Possi en 2011



Luiza Possi apresenta o show 'Seguir cantando' em Manaus
                                                                                                                                  Por: Cynthia Blink




Luiza Possi se apresentou em Manaus com a turnê “Seguir cantando”, dia 22 de dezembro, no Musique Nuit. A cantora e compositora coleciona em seus 10 anos de carreira, prêmios como, artista revelação, melhor álbum de pop contemporâneo, melhor de MPB, além disso, foi indicada para o Grammy Latino em 2007. Os sucessos podem ser conferidos em seus seis discos, e essa noite, os manauaras puderam ver de perto a dona de uma das vozes mais belas do Brasil. 

Em entrevista exclusiva para o blog do Movida Brasileña, Luiza Possi fala do seu mais recente trabalho, da turnê, dos planos para o ano que irá iniciar, de uma certa aposta que fez com seu empresário, e mais...


Movida Brasileña: Você acredita que como cantora o importante é ser ouvida e entendida. Qual mensagem acredita levar às pessoas com o ‘Seguir cantando’?
Luiza Possi: Que não importa o que aconteça, não importa os altos e baixos da nossa vida, dos nossos humores, a gente segue cantando, a gente segue em frente o ‘barco’, acreditando no que a gente faz, acreditando no talento, acreditando nas coisas boas. Independente de o mundo inteiro parar de acreditar no que você acredita o negócio é você acreditar e seguir em frente, seguir cantando.


Movida Brasileña: Há poucas horas você postou no twitter que estava com a música gravada pelo Fuik e o Ben Jor na cabeça, o que é uma parceria inusitada. Assim como a participação do Thiaguinho (do grupo exaltasamba) no seu DVD, que foi muito discutida. Como você viu isso?
Luiza Possi: Eu sempre digo que abacate com chuchu pode parecer estranho, mas dá super certo. As pessoas às vezes falam das parcerias, porque eu sou desse segmento e tem o outro segmento... Não tem segmento, o que tem é música boa e música ruim. Isso é o que define pra mim, se um é do pagode, o outro é do samba rock, o outro do funk, enfim... Tudo pode se juntar e dá uma mistura incrível e inusitada.


Movida Brasileña: Pretende levar essa turnê pra Europa?
Luiza Possi: Pretendo! A gente já passou o DVD (Seguir cantando) em 150 países, inclusive europeus. O canal entre mim e esse público, da Europa, eu vejo muito pelo Twitter, a reciprocidade, por exemplo, muita gente me escreve de Lisboa, algumas rádios da Espanha me seguem. Eu acho isso muito bacana porque é um lugar incrível que a gente tem pra trocar informações e conteúdo (Twitter: @luizapossi).


Movida Brasileña: E Manaus, é primeira vez que vem aqui?
Luiza Possi: Olha, é muito louco, há muito tempo atrás eu conheci outras cidades perto daqui, uma coisa meio de eu vim de madrugada. Sabe aqueles vôos ‘roubadas’? (risos) Eu não posso dizer que conhecia, eu passei por, mas não conhecia, e dessa vez é que eu  conhecendo.


Movida Brasileña: O que você já tinha ouvido falar sobre a cidade?
Luiza Possi: Bom, é Amazonas, então, estamos na Amazônia. Soube do calor que é incrível, e duas horas de diferença no fuso horário isso é uma loucura ? Como o Brasil é grande e que país lindo.


Movida Brasileña: Você fez uma aposta com o seu empresário Rogério Bolzan, explica qual foi a aposta e fala logo quem ganhou porque estamos curiosos.
Luiza Possi: (muitos risos e surpresa de termos essa informação) Eu ganhei! Eu fiz uma aposta com o Rogério em julho do ano passado. Apostamos se eu ficaria 1 mês sem beber nada, nenhum tipo de álcool, na época isso parecia bem difícil, mas eu consegui ficar 50 dias, e ele só me pagou a aposta um ano depois. E no dia em que pagou a aposta ele me desafiou de novo, dessa vez a ficar 3 meses sem beber,  o que me parecia mais difícil ainda. E eu consegui, fiquei os 90 dias sem beber e de novo ele não pagou.
O grande lance disso tudo, foi que é legal às vezes você parar um movimento e pensar ‘quem controla quem?’. Eu quero escolher o que fazer e não deixar as coisas escolherem por mim.Então, a aposta foi só pra isso, só pra ver quem  no controle, de vez em quando é bom fazer isso. E eu  adorando provar pra mim que eu  nesse tipo de controle que é o controle essencial. E aí, o Rogério mesmo não pagando a aposta, mas só dele apostar, já é um fator motivacional bem interessante.


Movida Brasileña: E agora Luiza para encerrar. Hoje, você se apresentou aqui em Manaus, e agora para onde segue cantando?
Luiza Possi: Hoje é o último show do ano. Tem o natal, e no réveillon eu vou viajar, vou sair de férias por 10 dias e já volto pra cima do palco. Eu preciso sair um pouco do Brasil, esse ano foi muito bom, foi maravilhoso pra mim. Eu fiz o Ídolos (programa exibido na rede Record), eu fiz o DVD, eu fiz show pra caramba. Nossa! Foi um ano realmente incrível na minha vida. Eu  me sentindo realizada, e pela primeira vez eu não  pensando muito no ano que vem, eu pensando em finalizar esse ano com gratidão a tudo que esse ano me trouxe, de crescimento espiritual, profissional, pessoal, toda as áreas da minha vida, às pessoas maravilhosas que cruzaram o meu caminho. Eu  muito feliz de hoje ser o último show do ano, porque eu vejo uma missão cumprida e ‘compriiida’, longa, que se estende. Mas, é um trabalho muito bonito, eu sou muito grata por tudo isso.
No palco, Conrado Goys (guitarra e violão), Kecco Brandão (teclado) e, claro, Luiza Possi (voz e teclado), assim, o show teve início com a música ‘Tudo que há de bom’(composição de Tony Bich/ Tavinho Paes). O diferencial do show acústico apresentado está no formato, mais intimista, tornando maior a interação da artista com o público. Se no DVD “Seguir cantando” (o DVD e CD com mesmo nome, lançados esse ano) Luiza contou com diferentes participações especiais, em Manaus, é possível dizer que ela fez o espetáculo junto com os fãs.


                                          Cynthia Blink y Luiza Possi.

No hay comentarios: